AGENDA DE MOBILIZAÇÃO DO IFB – Campus Samambaia

11 abr

Ontem, 10 de abril de 2017, nos reunimos na construção do comitê local de Samambaia, sugerimos que cada ativista, militante convoque uma reunião no seu respectivo campus para traçar estratégias de mobilização. Aqui vai a nossas deliberações:

WhatsApp Image 2017-04-11 at 07.14.11

Divulgação interna das atividades de mobilização Fazer uma rodada nas salas de aula, a partir das 10h da manhã, com o Professor Pedro, de sociologia, do campus São Sebastião, falando a respeito da crise orçamentária provocada por esse governo ilegitimo e as ameaças das reformas da previdência e trabalhista;

Assembleia Geral dos servidores do IFB – Ela vai ocorrer na quinta-feira,13 de abril, às 14h, no campus São Sebastião. O Sindicato se compromete a dar auxilio combustível para aqueles que forem, de preferência com carona solidária.

Divulgação e preparação de atos – Novamente será feita a rodada nas salas, prioritariamente no periodo da tarde e noturno, na próxima semana, divulgando os atos que vão acontecer na última semana de abril;

Ato de panfletagem e intervenções culturais – Entendemos ser prudente agirmos na nossa região onde se aglomera grande quantidade de gente para a panfletagem a ações com carro de som, denunciando os ataques aos direitos de toda classe trabalhadora. Haverá ações parecidas em São Sebastião e Gama.

Outdoor na boca da mata – Haverá um outdoor, de preferência na BOca da Mata, apontando a qualidade e a importância do IFB para a sociedade, sobretudo para a comunidade de Samambaia.

Panfletos de denúncia contra as reformas -Serão confeccionados panfletos contra as reformas trabalhista e da previdência para ser distribuídos, sobretudo no ato do dia 25, prévia da grande greve geral do dia 28;

Panfletagem no metrô FURNAS, dia 25 de abril, a partir das 17:30h.

GREVE GERAL – A greve geral está sendo chamada PARA O DIA 28 DE ABRIL, por todas as centrais sindicais: CUT, CONLUTAS, FORÇA SINDICAL, CTB, INTERSINDICAL, UGT, CSB, NOVA CENTRAL. Portanto é a grande oportunidade para reivindicar com trabalhadores de todas as áreas: transporte, educação, serviço público, correios, setor privado entre outros.

Greve de um dia, de todos os trabalhadores para expor a insatisfação perante os ditames perpetrados pelo Congresso Nacional.

WhatsApp Image 2017-04-11 at 07.15.42

Entendemos que, para esse momento é fundamental a unidade, inclusive com os TERCEIRIZADOS, que sofrem ameaças de demissão e não possuem a nossa estabilidade.

Por fim, entendemos que essas atividades só terão efeito se tivermos ampla participação dos servidores, docentes e técnicos,e também com os estudantes, para que possamos construir um movimento forte em defesa do IFB e dos nossos direitos.

Estamos a disposição para sanar dúvidas. Vamos à LUTA!

Comitê local de mobilização – Campus Samambaia

URGENTE: Mudança de horário da Assembleia dos servidores do IFB!

5 abr

Tendo em vista o pedido de várias servidoras e servidores, inclusive do campus GAMA, a Assembleia Geral, que ocorreria a tarde, vai ocorrer pela manhã, às 9:30h. Segue a convocação atualizada:

Convocamos todas(os) as(os) servidoras(es) para participarem da Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada nesta quinta-feira, dia 06/04/2017, às 09:30 horas no Campus Gama, com os seguintes pontos de pauta:

  • Informes da Seção Brasília e da Direção Nacional;
  • Orçamento do IFB
  • Gastos com mobilização
  • Encaminhamentos.

AVISOS:

  • Diante das queixas apresentadas por diversos (as) servidores (as) sobre o impedimento de participação nas últimas assembleias, aproveitamos a oportunidade para, solicitar aos gestores do IFB, a liberação dos servidores(as) interessados em participar desta Assembleia.
  • Como de costume, a 1ª chamada deverá ter, no mínimo, a metade mais um dos filiados presentes; a 2ª chamada, 15 (quinze) minutos após, deverá ter 1/3 (um terço) dos filiados presentes e, finalmente, em 3ª chamada, trinta minutos após a primeira chamada, a assembleia deverá ocorrer com qualquer número de sindicalizados (as).
  • Será concedida ajuda de custo para combustível no valor de R$ 30,00 para os servidores filiados de outros campi que forem à assembleia com, no mínimo, outros três servidores no mesmo carro.

O reembolso será feito aos filiados mediante apresentação da nota ou cupom fiscal. Essa apresentação se faz necessária devido a questões legais sobre a prestação de contas da instituição.

Repasse a um colega servidor! Compartilhe a ideia, vamos nos unir contra o desmonte da Rede Federal de Educação!

Convocação de Assembleia dos servidores do IFB

4 abr

convocacao assembleia gama

Prezados servidores do IFB,

Convocamos todos os servidores a participarem da ASSEMBLEIA GERAL DOS SERVIDORES DO IFB, que ocorrerá no dia 06 abril de 2017, às 14h, no Campus GAMA. Segue a PAUTA:

-Informes da Seção Brasília e da Direção Nacional;

-Orçamento do IFB

-Gastos com mobilização

-Encaminhamentos

Repassem essa informação a um colega! Compartilhe a ideia, vamos nos unir contra o desmonte da rede federal de educação!

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE O CORTE ORÇAMENTÁRIO!

3 abr

IMG-20170401-WA0013

Nessa quarta-feira, dia 05 de abril de 2017, às 19:30h, ocorrerá, no Campus São Sebastião, audiência pública para tratar do corte orçamentário do IFB. Tal atividade faz parte da mobilização das servidoras e servidores, estudantes do IFB e toda comunidade, em prol da educação pública, gratuita e de qualidade. PARTICIPE!

#GREVEGERAL #28deAbril #FORATEMER

CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL DO IFB!

27 mar

Prezados servidores do IFB,

Convocamos todas e todos os servidores a participarem da ASSEMBLEIA GERAL DOS SERVIDORES DO IFB, que ocorrerá no dia 29 de março de 2017, às 9:30 da manhã, no Campus SAMAMBAIA. Segue a PAUTA:

  • Paralisação no dia 31 de março
  • Ameaças ao PCCTAE
  • Código de vagas do IFB (nutricionista do campus Planaltina)

Contamos com a presença de tod@s

AVISOS:

Diante das queixas apresentadas por diversos (as) servidores (as) sobre o impedimento de participação nas últimas assembleias, aproveitamos a oportunidade para, solicitar aos gestores do IFB, a liberação dos servidores(as) interessados em participar desta Assembleia.
Como de costume, a 1ª chamada deverá ter, no mínimo, a metade mais um dos filiados presentes; a 2ª chamada, 15 (quinze) minutos após, deverá ter 1/3 (um terço) dos filiados presentes e, finalmente, em 3ª chamada, trinta minutos após a primeira chamada, a assembleia deverá ocorrer com qualquer número de sindicalizados (as).
 
Solicitamos aos colegas que se mobilizem, repassem este e-mail e compareçam a esta assembleia que é de todas e todos.

ALERTA GERAL PARA MOBILIZAÇÃO NO IFB!

27 mar

 

Os ataques do governo a rede federal não tem fim. Após a aprovação da PL 4302 da terceirização de todas as atividades no serviço público, ocorreu também o corte no orçamento do IFB, o qual estima-se ser de apenas 12 milhões, para todos os campi. Além disso,  o MEC emitiu um ofício circular tornando sem efeito as atribuições dos cargos do PCCTAE (http://sindicatocombativo.blogspot.com.br/2017/03/mec-ameaca-o-plano-de-carreira-do.html). Reparem: são ações orquestradas para agirem uma ligada a outra. Portanto, passou da hora de nos movimentarmos, somente os servidores poderão defender seus próprios direitos.

Nesse sentido, é fundamental que todas e todos compareçam nos atos do SINASEFE BRASÍLIA!

Terça-feira (28 de março), dia de atos e paralisações em todo país contra a reforma da previdência e trabalhista. A concentração será as 9h da manhã, no Bloco K, Esplanada.

28 marco

Quarta-feira (29 de março), teremos ASSEMBLEIA GERAL, com a seguinte pauta: paralisação dia 31 de março, carreira PCCTAE e demandas específicas de servidores de cada campus. A assembleia ocorrerá as 9:30, no Campus Samambaia. É fundamental que pelo menos um membro de cada campus compareça, sendo delegado sindical ou não, trazendo demandas e levando encaminhamentos da assembleia.

Quinta-feira (30 de março),  ocorrerá um debate, no campus Riacho fundo, às 14h, sobre a reforma trabalhista e da previdência, com participação de Antonio Carlos Victorio, o “Jacaré”, da Intersindical e Ariel Martins,

Sexta-feira (31 de março), o intuito é construir uma paralisação com debate sobre os rumos das carreiras TAE e EBTT, com representante da FASUBRA e SINASEFE. Provável local: Campus Samambaia, a decidir na assembleia.

Lembrando que hoje já ocorreu panfletagem e entrega de adesivos FORA TEMER no pistão sul de Taguatinga, organizada por servidores do campus Taguatinga Centro e Samambaia. É fundamental que cada pessoa que receber esse informe, repasse ao máximo de colegas da rede, dessa forma, contribuindo para a mobilização da base.

VAMOS A LUTA, COMPANHEIRADA!

 

Imagem

ATENÇÃO: AGENDA DE MOBILIZAÇÃO CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA!

23 mar

Captura de tela de 2017-03-23 20:25:29

Mobilização do IFB: reunião no campus Riacho Fundo reinicia trabalhos do SINASEFE BRASÍLIA

21 mar

O SINASEFE BRASILIA reinicia seu processo de mobilização da classe trabalhadora com muito trabalho a se fazer. Após uma longa batalha na luta contra a PEC 241, em conjunto com os estudantes, servidores do IFB engajados fazem a leitura que o acúmulo de forças se faz no dia a dia, contra os ataques cada vez mais recorrentes aos nossos direitos. Quem duvidava que a PEC do congelamento dos recursos primários era só o começo, agora reavalia a necessidade de qualificar o movimento sindical em prol de algo que só conquistaremos se, e somente se, abrirmos mão de egos inflados por divergências pontuais, em relação a leituras de conjuntura desse ou daquele partido. O que é preciso salientar, acima de tudo que, para mantermos nossas condições atuais de sobrevivência, é salutar que a gente se una, na defesa da previdência pública  e contra a flexibilização das leis trabalhistas, ou seremos sumariamente engolidos pelos ditames do capital internacional (e nacional também).

a luta e de todos

Afinal, qual será nossa escolha, enquanto classe, categoria, como servidor público?

O sindicato jamais fará luta com 3 ou 4 pessoas apenas, mas com o conjunto de trabalhadores que depositam, todo mês, 1% de seus proventos. Entendemos que essa contribuição, que é voluntária, precisa ser usada, mas necessita urgentemente que pessoas se envolvam na luta e possa tornar o nosso sindicato cada vez mais representativo e atuante.

A reforma da previdência está ai. A trabalhista também. Seremos afetados DIRETA E IMEDIATAMENTE COM ESSAS DUAS MEDIDAS. O que faz pensar  que o servidor do IFB ou da rede federal está imune a esses ataques? Portanto, conclamamos os servidores a participarem das reuniões abertas do SINDICATO!

reuniao sinasefe riacho

A primeira a ser realizada já ocorreu, hoje, no Campus Riacho Fundo. Fizemos encaminhamento relacionados a questão da comissão de averiguação dos cotistas e já marcamos o primeiro debate sobre a reforma da previdência e trabalhista! Será na próxima quinta, dia 30 de Março, às 14h, no campus Riacho fundo, com convidados de outras entidades de luta. Nossa próxima reunião ocorrerá amanhã, no campus Taguatinga, dia 22 de Março, à partir das 14h, para encaminhar estratégias de mobilização da classe trabalhadora em todo IFB e, se possível, entorno do DF. Compareçam!

Lutemos, prezad@s colegas!

A Ditadura Escancarada do século XXI.

13 dez

Há quase 50 anos, no dia 13 de dezembro de 1968, era instituído o AI-5 durante a nefasta ditadura civil-militar brasileira. A partir daquele momento, o Brasil entraria no período mais autoritário e fechado da história do Brasil. Elio Gaspari, no livro “A Ditadura Escancarada”, retratou o período – entre 1969, logo após o AI-5, até o massacre da resistência, em 1974. Coincidentemente, hoje, 13 de dezembro de 2016, se instaurou a PEC 55, a PEC que golpeia a classe trabalhadora por 20 anos.

Nesse contexto extremamente desfavorável aos trabalhadores, milhares de brasileiros e brasileiras foram as ruas em diversas cidades do país, manifestar contra a PEC. Ignorados pela mídia fajuta comprada, congresso bancado com dólar americano, a repressão não deixou dúvidas. Cerca de 50 pessoas foram presas no dia da segunda votação no Senado da PEC 55, só em Brasília. Algumas, inclusive, se encontram desaparecidas, outras tantas, feridas. A manifestação de estudantes e trabalhadores sequer conseguiu sair do Museu Nacional, rumo ao Congresso: ela foi massacrada covardemente por um aparato gigante da PM, sob ordem e auspícios de congressistas, juízes e claro, Michel Temer e sua gangue. O massacre se tornou evidente, e os golpistas não tiveram qualquer pudor em expor suas intenções cada vez mais claras e nefastas, que é de acabar com qualquer possibilidade de diálogo e permanência na dita “normalidade democrática”.

O desprezo pela democracia ocorre sobretudo quando a Classe Trabalhadora não entende seu protagonismo na história. Perdida por ilusões de uma vida melhor movida pelo consumo, ela permite que uma elite restabeleça seu projeto de lucrar mais, precarizando os direitos dos trabalhadores a níveis seculares. Tal retrocesso é enorme, visto poucas vezes na história recente do nosso país. O modelo patriarcal, espoliativo, machista, reergue o que se tem de mais conservador e retrógrado na sociedade, ou seja, o sistema autoritário sem limites do Estado dito de “Direito”, o qual se torna a norma, a rotina, e não a Exceção.

Bem na verdade, a retirada de direitos dos trabalhadores tem sido cotidiana, o Estado de Exceção é a normalidade para o povo pobre e negro das periferias. Aqueles que não se adequam ou não aceitam, são perseguidos, presos, torturados e simplesmente desaparecidos.  Agora, a perseguição toma uma dimensão muito maior, não possui apenas o foco político como em 1968, que perseguiu opositores ao regime ditatorial, mas também econômico. O que está em jogo é o avanço a níveis que englobam ainda mais trabalhadores na precarização, muitos, inclusive, da classe média, a mesma que bateu panela pelo Impeachment. E a PEC 55 foi a primeira etapa nesse processo. As próximas investidas da ditadura escancarada do século XXI serão a Reforma da Previdência, reduzindo a zero a possibilidade de se aposentar para grande maioria da população brasileira. Essa, se quiser ter algum suspiro no final da vida, terá que se sujeitar aos fundos de pensão e aposentadoria privada de bancos e empresas rentistas. Depois disso, a reforma trabalhista, que flexibilizará as conquistas da Carteira de Trabalho e a CLT, conquistadas há pelo menos 80 anos. Junto a tudo isso, já está sendo feita a criminalização de todo movimento que lute por QUALQUER DIREITO DO TRABALHADOR. Isso inclui o sindicato, sobretudo o SINASEFE, o qual representa os servidores dos Institutos Federais do Brasil.

O desafio está dado. Ou nos organizemos pela BASE, sensibilizando a classe trabalhadora a lutar, DE FATO e sem eufemismos, por seus direitos, ou seremos tragados à servidão total ao capital sem qualquer pudor ou camuflagem. Trabalharemos unicamente para manter privilégios de pouquíssimos, aqueles que fazem parte do 1% cada vez mais rico e protegido.

Sindicalize-se! Participe das assembleias gerais do Sinasefe Brasilia! Defenda seus direitos! Lute contra a desigualdade e a repressão! Desobediência civil é o que nos resta! Não deixe a que a desgraça bata a sua porta para começar a se mover, pois, certamente, será tarde demais.

#FORATEMER

#NENHUMDIREITOAMENOS!

#NAOADITADURA

Imagem

Assembleia geral do IFB – FORA TEMER

29 nov

convocacao-assembleia-01-de-dez